A influência da distância para florestas no controle biológico de cultivos na Caatinga

Abstract

Entender como serviços ecossistêmicos de controle biológico atuam sob cultivos pode ser muito útil para otimizar a produção agrícola, conservação e restauração de ecossistemas. Este enfoque adquire importância em áreas protegidas onde o uso de agrotóxicos pode comprometer seus objetivos de conservação, como acontece no Parque Nacional Catimbau - PE. Neste contexto, surge o objetivo de determinar a possível influência da distância da floresta no controle da herbivoria em culturas de milho e mandioca. Para isso, foram feitos 4 transectos perpendiculares à floresta de 100 m divididos em 5 pontos de amostragem em 2 plantações. Em cada ponto foram avaliados ataques de formigas a herbívoros e coletados 4 folhas para avaliar número de folhas e área foliar com herbivoria. Foram observados dois ataques de formigas no milho próximo a floresta, as formigas não forragearam em plantas de mandioca. Distâncias próximas à floresta não apresentaram evidências significativas de menor herbivoria. Não se pode concluir que proximidade da floresta está provendo mais serviços ecossistêmicos aos cultivos.

Publication
In Ecologia e Conservação da Caatinga curso de campo 2015 (eds. FFS Siqueira et al.). Recife: UFPE.
Date
Links